Retornar

Início

Interesses

Artigos

Links


saúde   saúde   saúde   saúde   saúde   saúde   saúde   saúde 

Terapias alternativas, dicas, novidades e pesquisas na área da saúde.

Atenção:
- Veja também as seções Curtas (www.odimelo.net/curtas.html) e Diárias (www.odimelo.net/diarias.html).
- A maior parte das referências e arquivos que possuo está em inglês.
- Não respondo email de usuários do famigerado AntiSpam UOL
, que aproveita para capturar dados do remetente.
- Matérias apenas informativas, retiradas da Internet. Não faça nada sem consultar um profissional da saúde!
- Não acredite em mim. Faça como eu – pesquise, e tire suas próprias conclusões!




Israel proíbe flúor na água
- A partir de 26 de agosto de 2014, o Ministério da Saúde de Israel suspendeu oficialmente a fluoretação da água tratada no país, em vigor desde a década de 1970. O flúor já não é usado na maioria dos países da Europa. As razões para a proibição são: não se confirmou o benefício do flúor usado de forma sistêmica (ingerido) -- ver este estudo, por exemplo, www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21090577 -- ao contrário da aplicação tópica, e a preocupação da comunidade médica com riscos desse "tratamento" obrigatório e sem prescrição, que pode causar problemas de saúde (tireoide e outros). Fonte: www.newsweek.com/israel-has-officially-banned-fluoridation-its-drinking-water-267411


Canela x diabetes - O consumo de canela (em pó ou em rama) pode reduzir a taxa de glicose no sangue. Veja detalhes neste arquivo.

Apneia do sono e ronco - Matéria que apresenta uma abordagem diferente para esse antigo e sério problema. Veja a minha tradução livre do artigo clicando aqui.

Muito sal ou pouco sal, o que é melhor? - Pelo que se lê em diversas fontes de notícias médicas, já faz tempo que a ideia de que é preciso reduzir a ingestão de sal para evitar riscos de pressão alta está sendo revisada -- quem realmente influi no controle da pressão seria a dupla sódio/potássio, mais precisamente o desequilíbrio entre esses dois elementos (com ajuda do magnésio e do cálcio). Além, naturalmente, de componentes emocionais. Assim o sal, por si só, não poderia ser considerado um terrível inimigo, especialmente se a dieta contiver quantidades adequadas dos outros minerais para manter o equilíbrio. O médico norte-americano William Campbell Douglass II é um dos defensores do sal, há muito tempo. E agora, com a divulgação de nova pesquisa científica sobre o assunto, esse médico publicou mais uma matéria a respeito. Veja neste link.

Alternativa para controlar a hipertensão -
Veja neste artigo do médico Jonathan Wright uma dica de alternativa para controlar a hipertensão sem ter que recorrer a medicamentos caros e com possíveis efeitos colaterais indesejáveis.

O fim da mamografia? -
Pesquisadores da Universidade do Texas, em Houston, anunciaram um novo método para detecção do câncer de mama que pode, no futuro, aposentar a velha, dolorida e perigosa mamografia: um exame de saliva. Segundo o professor Charles Streckfus, o câncer da mama desencadeia uma mudança no tipo e na quantidade de proteínas na secreção das glândulas salivares. Quando os cientistas examinaram um grupo de 30 mulheres (10 saudáveis, 10 com tumores benignos e 10 com tumores malignos), os padrões de proteína foram diferentes em cada um dos grupos. Os pesquisadores cautelosamente informaram que mais pesquisas ainda serão necessárias e que o pedido de aprovação do governo para usar o novo método [nos EUA] será encaminhado "dentro dos próximos 5 anos". A pesquisa foi divulgada no site do médico William Campbell Douglas II, que  comemorou a notícia, pois ele sempre condenou o uso excessivo das mamografias, prática que ele acha cruel e perigosa. O Dr. Douglass acredita que mais mulheres (e até as mais jovens) estarão dispostas a fazer o exame de saliva, um procedimento indolor e muito mais barato. Para quem souber inglês, a matéria original poderá ser vista aqui:
www.douglassreport.com/dailydose/dd200802/dd20080206a.html
(Fonte: www.novatrh.net/noticias.html).

Colesterol: Amigo ou inimigo? -
Todo mundo "sabe" que colesterol é coisa do diabo... Mas será mesmo? Nos últimos anos, muitos médicos e pesquisadores têm publicado livros e artigos mostrando que tratar o colesterol como inimigo talvez não seja uma boa ideia. Veja, por exemplo, a excelente matéria da médica inglesa Natasha Campbell-McBride clicando aqui.

Haja coração! - Artérias entupidas podem causar sérios problema no coração, como infartos do miocárdio, certo? Bem, essa ideia está sendo revisada, pelo menos em outros países, com o ressurgimento da Teoria Miogênica, originalmente desenvolvida e aplicada no Brasil (acredite!). Sobre isso, traduzi um ótimo artigo do médico norte-americano Tom Cowan, que pode ser visto clicando aqui.

Terapia LDN: tratamento alternativo para câncer e outras doenças -
Esse título parece uma dessas notícias de cura milagrosa que costumam pulular pela internet a toda hora. Bom demais para ser verdade? Pode ser. Mas estou tendo a coragem de publicar esta matéria porque bioquimicamente faz muito sentido, e também porque muitos médicos estão adotando essa terapia. Veja os detalhes (atualizados em junho/2009) clicando neste link naltrex.pdf -- é preciso um leitor de arquivos PDF para ler esta matéria; se você não tiver o Acrobat Reader ou similar, poderá baixar dos links abaixo:
www.adobe.com/products/acrobat/readstep2.html (é o mais popular, mas é meio "gordo", mais de 30 Mb)
www.foxitsoftware.com (mais "magro", apenas uns 7,5 Mb depois de instalado).

Margarinas sem gorduras trans?
- Sob pressão mundial, a indústria de alimentos está substituindo as gorduras trans por gorduras interesterificadas.
O que é isso? Será que agora nossa saúde não corre mais riscos? Saiba mais clicando neste link.
(Requer o Acrobat Reader ou similar -- ver item anterior).

Filtro solar -
Há muito tempo pesquisadores independentes vêm alertando para os riscos desses produtos. Veja mais clicando neste link filtros.doc.
Do médico William C. Douglass, veja também o ótimo artigo "Luz Solar & Melanoma" (traduzido), clicando aqui.
E veja também este artigo e mais este artigo no site do médico José Carlos Brasil Peixoto.

A Questão do Leite
- Excelente artigo no site do médico José Carlos Brasil Peixoto (www.umaoutravisao.com.br).

Adoçantes - Resumo do que andei vendo por aí:
- A sacarina está proibida no Canadá desde 1977, quando estudos comprovaram que ela causa câncer em animais.
- O aspartame (Splenda, etc) causaria sérios problemas de saúde.
- Os ciclamatos estão proibidos nos EUA desde 1969, sob suspeita de causarem câncer.
- Stévia, na forma natural, parece ser um adoçante sem riscos à saúde (assim como o xilitol - ver abaixo).
- O adoçante xilitol, originário da Finlândia, contém 5 carbonos (o açúcar comum tem 6 ou múltiplos de 6).
- Consta que o xilitol, além de proteger contra cáries, não faz mal à saúde.
- Por terem um número incomum de carbonos, os adoçantes não são reconhecidos como açúcar pelo organismo.
- O Dr Mercola diz que um diabético corre menos riscos usando açúcar cristal comum, em vez de adoçante.

Acne - Resumo do que andei vendo por aí:
- O remédio Accutane seria muito perigoso.
- O Dr Joseph Mercola diz que se pode evitar controlando a insulina (cortando açúcares e cereais) e o estresse.
- Uma xícara de chá forte de camomila ao deitar reduziria drasticamente a acne em poucos dias.
- Quando adolescente, eu usei a auto-hemoterapia (que está voltando à moda). Do que lembro, ajudou.
- Existem muitos remédios e terapias tópicas. Pessoalmente, só acredito no que age "de dentro pra fora"...

Alzheimer - Resumo do que andei vendo por aí:
- A vitamina E ajudaria a prevenir a doença (não sei se ajuda no tratamento)
- A planta sálvia ajuda a reduzir os sintomas; se combinada com a melissa, ajuda mais ainda
- Dizem que ouvir músicas de Mozart ajuda pacientes com Alzheimer (procurar na internet "o efeito Mozart")
- O uso do tempero curcuma ajudaria a prevenir esse mal
- Consumir brócolis (assim como couve-flor, repolho) também ajudaria a diminuir os sintomas
- Tem pesquisa mostrando correlação entre Alzheimer e o vírus herpes simplex
- Quem tem mente aberta e sabe inglês, não deve deixar de ler este arquivo (requer programa leitor de PDF)
- Aqui neste link tem uma versão resumida desse artigo (em inglês), que pode ser lida on-line

Artrite - Resumo do que andei vendo por aí:
- Vitaminas do complexo B ajudariam
- Também ajudaria: Comer abacaxi, gengibre e gelatina
- Esfregar óleo de amendoim sobre a junta com artrite
- Sulfato de glucosamina e sulfato de condroitina são amplamente usados
- Dizem que a condroitina não deve ser usada por quem tiver câncer com possibilidade de metástase
- Misturar numa xícara com água quente 2 colheres de mel e 1 de canela em pó. Tomar 1 de manhã, outra à noite
- No caso da artrose, uma amiga melhorou bastante com auto-hemoterapia (hoje sofrendo perseguição por
  representantes da classe médica brasileira, embora ninguém consiga apontar riscos sérios para a saúde).

Câncer - A internet tem muita coisa em termos de terapias alternativas e convencionais (só eu tenho uns 3 Mb de arquivos sobre isso). Mas pouca coisa tem fama de funcionar mesmo. Mas veja o tópico "Terapia LDN" acima.

Exame de PSA & Câncer da Próstata -controvérsia no meio científico quanto à eficácia do exame de PSA para prevenir o câncer da próstata. Existe muito material disponível na Internet sobre isso. Um artigo interessante é este, que eu traduzi e que pode ser visto ou baixado clicando-se aqui.

Israel também acha que Soja não é um bom alimento - O ministério da Saúde de Israel passou a recomendar que a soja e seus produtos sejam consumidos com moderação, e que as fórmulas para mamadeiras contendo soja sejam completamente evitadas. Há centenas de estudos ligando a soja a problemas como câncer, transtornos digestivos, doenças da tireóide, transtorno do déficit de atenção (ADD, em inglês), deterioração mental e transtornos reprodutivos. A decisão israelita foi baseada nas conclusões de um comitê formado por oncologistas, pediatras, nutricionistas e outros especialistas. O comitê concluiu que: (1) Os indícios de que a soja alivia os sintomas da menopausa são inconsistentes; (2) Os fitoestrógenos da soja aumentam os riscos de câncer da mama; e (3) Os fitoestrógenos da soja podem também reduzir a fertilidade masculina. As medidas adotadas pelo ministério da Saúde de Israel estão de acordo com as recomendações das autoridades de saúde do Reino Unido e da Associação Dietética Britânica. Segundo o Dr. Joseph Mercola, produtos fermentados de soja podem continuar sendo usados por aquelas pessoas que se beneficiam com isso.

Óleos Vegetais -
Meus leitores habituais já sabem que óleos vegetais como os de soja, milho, girassol e canola não fazem bem à saúde, por serem fonte de gordura poliinsaturada (ômega 6, com duas ligações duplas, que já ingerimos em excesso), por conterem resíduos do solvente usado para sua extração, por destruírem a Vitamina "E" no processo de aquecimento, e por esses azeites oxidarem rapidamente quando aquecidos. (Clique aqui para ver um excelente artigos sobre gorduras.) Agora, mais uma razão para não usar esses óleos é apontada - a toxina 4-hydroxy-trans-2-nonenal (HNE), derivada desse tipo de azeite e que aumenta os riscos de doenças cardiovasculares, derrames, Mal de Parkinson, Mal de Alzheimer, doenças no fígado e câncer.
Fonte: http://www.mercola.com/2005/jun/28/vegetable_oils.htm

Evitando o Câncer de Pele -
Quem acompanha as recentes pesquisas sabe que o sol em quantidade adequada não causa câncer de pele, mas sim o evita, desde que a gente não se queime. Mas para quem já tem lesões pré-cancerosas (queratoses actínicas) por excessiva exposição ao sol, cientistas do Arizona Cancer Center da Universidade do Arizona (EUA) descobriram num estudo que a ingestão de 50.000 UI de Vitamina A por dia reduzia em até 81 por cento as lesões causadas à pele. Embora frutas e hortaliças contenham betacaroteno, que vira Vitamina A no corpo, essa transformação não é feita de forma muito eficaz pelo nosso organismo. Sua melhor fonte são os produtos de origem animal, como ovos, fígado, óleo de fígado de bacalhau, etc. Sobre os perigos da Vitamina A, a sua toxicidade está relacionada à ingestão do tipo sintético (não o natural) e em altas doses. (E clique aqui para ver também este excelente artigo.)
Fonte: "Vitamin A: Natural Skin Repair from Sun Damage" Maureen Williams, ND, Healthnotes Newswire, 24/06//04,
 www.pccnaturalmarkets.com


Excessos na ecografia pré-natal (ultrassom) - No universo da medicina não-tradicional, cresce a preocupação com o excesso de ecografias nas mulheres grávidas. Nos boletins médicos desses profissionais publicados na Internet, são apontados riscos para a saúde do novo ser humano. Quem souber inglês pode dar uma olhada num artigo do médico William Campbell Douglass II, clicando aqui.

Soja - anjo ou demônio? - A comunidade científica internacional independente (aqueles pesquisadores cujos estudos não são patrocinados pela parte interessada) vem há anos denunciando a soja como um anti-nutriente e causadora de muitos males. Apesar do poderoso e bilionário marketing dessa indústria, esses cientistas têm demonstrado que o consumo da soja e seus produtos apresentaria riscos para a saúde, como a interferência no hormônio da tireóide e os efeitos estrogênicos apresentados pela genisteína, uma substância encontrada nas isoflavonas (que causaria os mesmos males que os hormônios modificados, pois é uma espécie de pseudo-estrogênio), além de outras alterações no metabolismo humano. O alerta desses especialistas abrange a inclusão da soja nas fórmulas infantis, para mamadeiras dos nenês. Aliás, por serem hoje geralmente de plástico, as mamadeiras já apresentam o problema do pseudo-estrogênio, por liberarem ftalatos em contato com líquido quente. (O núcleo molecular dos ftalatos é similar ao do estradiol; portanto, quando usamos um recipiente plástico para comer ou beber algo, estamos ingerindo uma pequena dose de pseudo-estrogênio, como no caso do tradicional cafezinho/chá em copinhos de plástico). No Brasil, poucos profissionais da área de saúde têm manifestado preocupação com os riscos da soja, talvez em parte pela influência do marketing pesado (há muitos médicos que continuam prescrevendo isoflavonas e produtos da soja). Mas veja o artigo do médico José Carlos Brasil Peixoto sobre o assunto, clicando aqui.

Panelas de alumínio fazem mal? - Tem crescido a procura por panelas e outros utensílios que não sejam feitos de alumínio, pela suspeita de que ele possa causar problemas para a nossa saúde. Agora (3-5-03) acaba de ser publicado na e-coluna do Dr. Joseph Mercola um estudo indicando que o alumínio encontrado na água potável (tipo monomérico, de molécula única) pode alterar o mecanismo de funcionamento das células, estando também intimamente ligado com a incidência do mal de Alzheimer. Ora, Alumínio relacionado com Alzheimer não é novidade. Mas os pesquisadores desse mesmo estudo concluem que o tipo de alumínio usado em panelas (multimolecular) não apresenta risco para a saúde! O estudo também indica que o nível máximo de alumínio monomérico que pode ser usado na água é de 200 microgramas por litro. Outra fonte de alumínio prejudicial é o desodorante do tipo antitranspirante. Para ver o arquivo editado, mas em inglês, clique aqui. Para ver a matéria original, visite a edição 425 da coluna do Dr. Mercola, em <www.mercola.com>. 

As múltiplas funções do magnésio - Fez muito sucesso nas décadas de 80 e 90 a divulgação, por parte do padre Beno José Schorr, do magnésio como um remédio meio "milagroso" que, segundo o Pe. Beno, cura a maioria dos males causados pela insuficiência desse mineral. Dentre essas doenças, estariam: "bico de papagaio", calcificações, nervo ciático, rigidez muscular, câimbras, artrose, bursites e outros males dos ossos e articulações, além de algumas enfermidades da pele e do sistema cardiovascular. Para ver uma transcrição adaptada do famoso "Artigo Mirim" do padre Beno, clique aqui em Magnésio. 

Cancerígenos confirmados - O Ministério da Saúde dos EUA acaba de divulgar uma lista com mais 16 substâncias confirmadas como cancerígenas, entre as quais os estrógenos receitados para reposição estrogênica e usados nos anticoncepcionais. Essa nova lista também inclui o níquel (usado na fabricação de margarina) e o cloranfenicol (aqui usado como colírio antibiótico), entre outras coisas. Para saber mais, clique aqui. 

Tipos de metabolismo - Você sabia que as pessoas têm tipos diferentes de metabolismo? Pois saiba que isso é importante, tanto para fazer com que uma dieta para emagrecer dê certo, como para se ter uma boa saúde. Veja mais detalhes clicando aqui. 

Colesterol e gordura saturada fazem mal? - Muita gente acha que não, inclusive as autoras dum excelente artigo publicado no site do Dr. Joseph Mercola, que fazem uma ampla análise dos vários tipos de gordura, incluindo colesterol, óleos vegetais (soja, milho, canola, algodão, azeite de oliva, etc), banha de porco, gordura de coco, manteiga e outras. As autoras são renomadas e a matéria é fartamente documentada com dezenas de referências. Eu achei tão importante que levei quase uma semana traduzindo esse artigo, que agora pode ser visto clicando aqui: Gorduras.doc – uma leitura imperdível. Também imperdível é o artigo Colesterol - onde a farsa começou, do médico gaúcho José Carlos B. Peixoto, que pode ser visto clicando aqui.

Sobre as substâncias que baixam o nível de colesterol (estatinas), um estudo publicado em agosto/2003 no American Journal of Cardiology mostrou que a redução do "mau" colesterol não diminui a taxa de crescimento de placas calcificadas nas artérias que circundam o coração. Isso contraria a atual crença de que reduzir o nível de LDL é a melhor forma de reduzir placas arteriais. Nesse estudo, os participantes que tomaram doses variáveis de estatinas em geral baixaram mesmo seus níveis de LDL. No entanto, todos os grupos tiveram um aumento médio de 9,2 por cento no crescimento de placas arteriais... (Veja também o tópico Colesterol: Amigo ou inimigo? acima).

Para ver como funcionam as estatinas, bem como seus efeitos colaterais, clique neste link (infelizmente, o artigo está em inglês):
www.westonaprice.org/modern-diseases/dangers-of-statin-drugs-what-you-havent-been-told-about-popular-cholesterol-lowering-medicines/

Ovo é bom - Você não come ovos com medo do colesterol? Então saiba que isso não é mais problema. É o que diz o artigo que você pode ver clicando aqui. Veja também o livro "Ovo - O Mito do Colesterol", do cardiologista carioca Sérgio Puppin - Editora Rio, 2004, ISBN 85-7579-072-2, 216 páginas. 

Contra o flúor na água - Já faz tempo que se vê na Internet muita coisa escrita contra o uso de flúor na água tratada. O principal argumento, de médicos e de cientistas, é de que o flúor é tóxico acima de certo nível e sua alegada proteção contra as cáries dos dentes seria eficaz apenas no uso tópico. Além disso, também é lembrado que o flúor utilizado na água que bebemos não é aquele Flúor (o elemento) que aparece na tabela periódica, mas sim um subproduto da indústria de fertilizantes, para o qual não havia uso até que alguém encomendou um estudo "desinteressado", comprovando que a fluoretação da água ajudaria a evitar cáries... Há também indícios de que o flúor interfere no funcionamento da glândula pineal e potencializa a absorção de alumínio pelo cérebro. Agora surge a notícia que alguns países da Europa (Reino Unido, Irlanda, França e Bélgica) estão proibindo a venda de suplementos de flúor e questionando a fluoretação da água potável. Veja o artigo no boletim do Dr. Joseph Mercola, edição 360, de 18 de setembro de 2002, no site <www.mercola.com>. Veja também o artigo "Os absurdos da fluoretação das águas" do Dr. Paul Connet, professor de química da St. Lawrence University de Nova York, numa tradução de Luiz Jacques Saldanha e Eduardo Cezimbra, divulgado pelo médico gaúcho José Carlos Brasil Peixoto, e que pode ser visto clicando aqui.

Tratamento de canal - O meu dentista garante que o tratamento de canal é seguro e recomendado, em casos de deterioração do nervo. Mas tem gente que levanta suspeita quanto à segurança, alegando que muitas doenças sistêmicas podem ser causadas por bactérias que permanecem dentro da área preenchida do dente, e também dentro dos minúsculos tubos que existem na dentina (canalículos dentinais). Clique aqui para ler ou baixar um arquivo (em inglês) contendo entrevista feita pelo médico Joseph Mercola <www.mercola.com> com o cirurgião dentista George Meinig, fundador da American Association of Endodontists. 

Dor de ouvido em crianças - O médico norte-americano Joseph Mercola diz que os pais não precisam sair correndo pro médico por causa de uma infecção no ouvido do nenê. Em geral, isso resulta de uma infecção da garganta, ou de uma gripe, e causa febre. Se possível, evitar o uso de antibióticos. O Dr. Mercola recomenda pingar gotas de leite materno no ouvido que dói. Na falta desse leite, fazer uma solução caseira, usando alho e azeite de oliva. Para isso, esmagar um dente de alho e dissolvê-lo num pouco de azeite de oliva. Pingar algumas gotas no canal do ouvido. Isso cura a infecção e a dor passa. Esse remédio não deve ser usado se o tímpano estiver perfurado. Fonte: www.mercola.com 

Margarina – Quando divulguei o primeiro artigo sobre os malefícios da margarina, em inglês, pouca gente me levou a sério (nem as minhas filhas!). Porém, a preocupação parece estar chegando ao Brasil. Pelo menos pelo alvoroço causado pela matéria publicada em 11/99 numa revista nacional (agora em português...). Veja em Margarina (inglês) e Margarina  II (em português). Ver também a apresentação (PowerPoint) Margarina X Manteiga, pelo médico José Geraldo Ferreira Gonçalves, do Instituto de Patologia Clínica Hermes Pardini, de Minas Gerais.

Será que o famoso HIV não causa AIDS? - Segundo o respeitado patologista e toxicologista Mohammed Ali Al-Bayati (www.toxi-health.com), o HIV é um retrovírus inofensivo e relativamente comum nos humanos, e a confirmação da sua presença numa pessoa (soropositivo) não significa que essa pessoa tenha ou venha a ter AIDS. Outros cientistas concordam com o Dr. Mohammed. Segundo esses pesquisadores, as causas dessa síndrome seriam outras.
=> Aqui está um resumo do que andei vendo por aí:
- Essa síndrome (Aids) ocorre quando células T do sistema imunológico são destruídas ou neutralizadas.
- A medicina adotou a hipótese do Dr Robert Gallo de que Aids é causada por HIV.
- Segundo renomados pesquisadores, o HIV é um retrovírus relativamente comum e inofensivo.
- Pelo conceito anterior, quanto mais se procurar, mais HIV vai se encontrar...
- A mídia costuma confundir HIV com Aids -- quanto mais pessoas são diagnosticadas como soropositivo, dizem
  que "a epidemia de Aids está avançando"...

- O exame mais usado para procurar HIV é o ELISA (Enzyme-Linke Immunosorbent Assay).
- Consta que o ELISA não é totalmente seguro (pode produzir "falsos positivos" ou "falsos negativos").
- Consta que ninguém jamais viu um vírus HIV, apenas fragmentos de proteína que seriam dele...
- O que realmente causaria a destruição das células T seria: Drogas "pesadas", óleo mineral, lubrificantes
   anais
e os usados nas camisinhas, o solvente benzeno e seus derivados, e alguns componentes do chamado
   "coquetel anti-Aids", como o AZT.
- Veja um interessante artigo, que traduzi há pouco, clicando aqui.
- A internet tem muita coisa sobre essa controvérsia (HIV not Aids). Quase tudo em inglês.

Reposição Hormonal (TRH) – Vários cientistas, em diversas partes do mundo, questionam hoje a Terapia de Reposição Hormonal (TRH) para mulheres. Os artigos dão a ideia de que milhões de mulheres foram e estão sendo prejudicadas (e até mutiladas, via histerectomia e mastectomia) em todo o mundo, sem necessidade. Tudo pela ganância dos fabricantes de estrógenos e progesterona sintética, e pela falta de informação por parte dos médicos. Veja em Reposição Hormonal (TRH) I (22k, português) e em TRH  II (18k, inglês). 

Reposição Hormonal Causa Câncer? – Estudo publicado em jan/2000 no respeitado Journal of the American Medical Association comprova o que muitos pesquisadores suspeitavam (e que alguns já sabiam): o uso de progestinas sintéticas, como a medroxiprogesterona (ex.: Farlutal), combinadas com estrogênios (ex.: Premarin) na Terapia de Reposição Hormonal eleva em até 8% por ano de uso (40% em 5 anos de uso) os riscos de câncer da mama em mulheres na menopausa. Veja em Reposição Hormonal Causa Câncer?. Ver também comentários e link sobre o último estudo (julho/2002), comprovando o que já se sabia (...), no site www.novatrh.net/jama02.html 

Palestra do Dr. John Lee sobre a progesterona – Ainda sobre a Terapia de Reposição Hormonal, essa rápida transcrição que fiz de uma das palestras do renomado Dr. John Lee é um dos mais importantes e mais aterrorizantes artigos que eu já vi na minha vida. Todas as mulheres (e médicos) do mundo devem lê-lo. Veja em Palestra - (traduzido). 

Osteoporose e Cálcio – Importantes pesquisadores dizem que a ingestão de produtos lácteos e do próprio cálcio não beneficiam os portadores de osteoporose, nem mesmo a previnem. Ao contrário, o excesso de cálcio pode causar a osteoporose. Veja detalhes em Osteoporose e Cálcio. Ver também a excelente matéria sobre osteoporose, pelo médico John R. Lee, em www.novatrh.net/osteo.html (em português). 

Mamografia & Câncer da Mama - Um renomado médico norte-americano questiona a mamografia, como estatística e como ferramenta de prevenção e diagnóstico. Talvez um dos pontos mais importantes deste artigo seja a afirmação do médico de que não importa o tipo nem o tamanho de um nódulo, mas sim a sua velocidade de crescimento. Veja em Câncer da mama - (34k, em inglês).

Veja também uma tradução do primeiro capítulo do livro do Dr Lee sobre câncer da mama clicando neste link: www.novatrh.net/breast.html

Em 3 de abril de 2007, o College of American Physicians - CAP (algo como como Associação Americana de Médicos), maior grupo de especialistas dos EUA e que representa cerca de 120.000 médicos, anunciou que está publicando novas recomendações sobre necessidade de se fazer mamografia em mulheres entre 40 e 50 anos de idade. O CAP agora recomenda que os médicos avaliem bem a relação risco/benefício antes de pedir mamografia. Os riscos seriam falsos positivos, exposição à radiação, biópsias desnecessárias e geração de ansiedade nas pacientes. O benefício seria a detecção antecipada de um possível câncer.
Fonte: www.sfgate.com/cgi-bin/article.cgi?f=/c/a/2007/04/03/MNGISP0B0M1.DTL&hw=mammograms&sn=003&sc=690

Doenças da próstata, calvície, acne, hirsutismo – Segundo os médicos norte-americanos John Lee e Joseph Mercola, o câncer da próstata não é causado pelo DHT (derivado da testosterona), como se pensava. Esse câncer (e outros, em órgãos reprodutores) seria causado pelo hormônio estradiol. Esses médicos sugerem o uso da progesterona natural, via creme transdérmico, para evitar e até curar esses tipos de câncer. A mesma progesterona também é recomendada para os problemas de acne, hirsutismo e calvície, uma vez que esse hormônio natural inibe a enzima 5-alfa-redutase (que converte testosterona em DHT e causa todos estes males) de forma muito mais eficaz que outros medicamentos utilizados para esse fim. Veja em próstata, calvície, acne, hirsutismo (em português).

Quanto à antiga crença de que a Testosterona desenvolve câncer de próstata (pCA), o resultado dum estudo de 2006 derruba esse "mito". A pesquisa foi conduzida pelo médico Abraham Morgentaler, professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard.
Veja aqui: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0302283806007871
Ver também este artigo pelo mesmo médico sobre o assunto:
www.harvardprostateknowledge.org/a-harvard-expert-shares-his-thoughts-on-testosterone-replacement-therapy

Equilíbrio hormonal feminino: Clique neste link para visitar esse interessante site: Reposição & Equilíbrio Hormonal. 

Eletricidade x patogênicos – Dois médicos do Albert Einstein Medical Center de Nova York descobriram que uma pequena corrente contínua (em torno de 100 microampères) pode desabilitar a maioria dos microorganismos patogênicos. Os inventores do método (patente norte-americana nº 05188738, concedida em 1993) receberam ajuda do renomado físico Bob Beck (detentor da patente do flash eletrônico para máquina fotográfica) e desenvolveram uma forma de tornar a construção de um sistema desses ao alcance de praticamente qualquer pessoa com conhecimentos básicos de eletrônica. Esse procedimento não obteve aprovação da FDA, mas consta estar sendo usado por milhares de pessoas em todo o mundo. Veja em eletromedicina (em português). 


Não acredite em mim. Faça como eu – pesquise, e tire suas próprias conclusões.